O guia de SEO do Google para iniciantes é atualizado!

O guia de SEO do Google para iniciantes é atualizado!

Que comecem os jogos SEO de 2024! Em 2 de fevereiro de 2024, o Google renovou seu guia para iniciantes em SEO. Lá, você pode explorar alguns insights novos e atualizados, alinhados com as atualizações mais recentes do algoritmo principal do maior mecanismo de pesquisa do mundo.

Para iniciantes em SEO, é uma leitura fantástica, especialmente se você pretende se tornar um profissional na área. Eu sempre enfatizo a importância de considerar o Google como sua principal fonte de SEO.

Um dos principais analistas do Google, Gary Illyes, compartilhou suas idéias sobre LinkedIn: “Se você é um profissional de SEO, ler sobre o básico pode entediá-lo, mas há muitas pessoas por aí que ainda estão pensando em mergulhar nas águas assustadoras do SEO. Este guia é para eles e agora é compacto o suficiente para que você não precise de uma garrafa de Bunnahabhain (um tipo de uísque) ao seu lado para lê-lo.”

O que mudou no Guia para iniciantes em SEO do Google?

O guia atualizado para iniciantes em SEO simplificou informações que costumavam ser confusas e opressoras para iniciantes. As palavras de Gary acima capturam a essência, já que o texto anterior era complexo, com informações excessivas explicando grande parte do mesmo. Lendo isso Guia de SEO agora é mais simples!

Enquanto a página original tinha cerca de 8.639 palavras, o documento atualizado tem aproximadamente 4.058 palavras. Em outras palavras, a nova versão do guia SEO do Google é 53% mais conciso do que o original.

Isso é ótimo! Alinha-se perfeitamente com o que o Google sugere hoje em termos de conteúdo: deveria ser útil e proporcionar uma boa experiência. E é exatamente isso que este guia revisado oferece. Você encontrará destaques, imagens, uma hierarquia lógica de informações e maior legibilidade.

Isso servirá de inspiração para quem ainda não tem certeza sobre a criação de conteúdo de qualidade para os usuários.

O que foi removido do guia?

  • Seção do glossário: O Google explicou os termos individualmente no contexto da página.
  • Seção de dados estruturados: Removido porque o Google o considerou “um tópico mais avançado no qual os iniciantes não precisam se preocupar”. O Google sugeriu o uso de plug-ins para quem usa um sistema de gerenciamento de conteúdo (CMS).
  • Seção de compatibilidade móvel: O Google afirmou que “a maioria dos novos sites e plataformas já são compatíveis com dispositivos móveis”, portanto isso não era necessário no guia de SEO para iniciantes.
  • Seção de análise de desempenho do site: O Google removeu isso para manter o foco nos iniciantes em SEO, afirmando que a análise de desempenho é uma “próxima etapa” e “um tópico mais avançado”.

O que foi adicionado?

  • Por que fazer isso? O Google incorporou seções destinadas a responder perguntas como “Por que devo fazer isso?” e “Por que essa coisa não está aqui?”
  • O que é? O Google incluiu uma explicação sobre conteúdo duplicado na seção de conteúdo duplicado e como corrigi-lo, junto com uma nova seção breve dedicada aos vídeos.
  • Teorias e ideias de SEO: Uma nova seção cobrindo teorias e conceitos comuns de SEO, destacando áreas onde o Google sugere que as pessoas não devem concentrar muito esforço inicialmente. Além disso, foi adicionada uma nova seção para discutir o tempo necessário para observar o impacto das ações tomadas nas estratégias.

O Google acrescentou que não espera modificar este guia inicial, mas afirmou: “Continuaremos a refinar nossa documentação para torná-la mais clara e acessível nos próximos meses.”

3 insights da nova documentação do Google

Com as mudanças no guia para iniciantes em SEO do Google, obtivemos novos insights com informações atualizadas. Vamos mergulhar!

1. Conteúdo objetivo e conciso pode ser melhor do que conteúdo muito longo e tortuoso

A leitura de artigos em dispositivos móveis revolucionou a forma como o conteúdo é consumido, adaptando-o às necessidades do usuário. Anteriormente, buscar informações na Internet exigia levantar-se e ir até um desktop ou laptop próximo. Hoje, todas as informações estão disponíveis com apenas alguns toques e nem sempre requer conteúdo extenso.

Apesar da comodidade de acessar o conteúdo a qualquer hora e em qualquer lugar, o desafio de percorrer indefinidamente um longo artigo é perceptível.

O objetivo agora é encontrar um equilíbrio: oferecer uma página web precisa e abrangente sobre o assunto, sem ser muito longa, fornecendo uma experiência de leitura fluida e acessível especialmente em dispositivos móveis.

2. Links internos e experiência do usuário

Adotar uma abordagem prática ao conteúdo web, focada em ser útil ao leitor, é fundamental, e isso já sabemos, certo? Recentemente, durante um teste do Google, foi revelado que as interações do usuário influenciam fortemente o algoritmo de classificação do Google conhecido como Navboost.

Uma patente associada a Navboost descreve como as interações do usuário podem gerar uma pontuação no nível do documento, o que pode contribuir para melhorar a classificação de um site. Isso destaca a importância de criar conteúdo que incentive sinais de interação positiva dos usuários o que pode, por sua vez, beneficiar a classificação do site nos resultados de pesquisa.

Isso é algo que tenho orgulho de dizer que Rock faz! Links internos ricos sobre tópicos relevantes são uma estratégia valiosa para conectar páginas da web de uma forma útil para os leitores. Isso ocorre porque o contexto das palavras ao redor do link está diretamente relacionado ao tópico da página web.

Essa abordagem faz mais sentido para os usuários, já que o link está inserido em um contexto relevante tornando sua finalidade mais clara em comparação a um link inserido sem contexto prévio.

3. Estrutura de informação

Uma mudança notável no guia para iniciantes em SEO do Google, conforme mencionado acima, é a facilidade de leitura do conteúdo.

A ordem dos tópicos proporciona uma progressão lógica de um tópico para o outro, como portas que se abrem para a próxima sala, uma após a outra, de forma linear, facilitando o consumo de todo o documento. Na versão anterior do documento, foram utilizadas 31 tags de cabeçalho H4 e 12 tags de cabeçalho H5.

A nova estrutura do guia é mais centrada no tópico. Ele fornece informações essenciais de forma concisa, ao mesmo tempo que oferece aos leitores a oportunidade de acessar um link contextualmente relevante para obter mais detalhes em outra página da web. Portanto, o formato mais enxuto facilita uma melhor compreensão do tema pelos leitores.

Isto nos ensina, como no ponto anterior, que conteúdo melhor estruturado com informações mais objetivas faz toda a diferença na experiência!

Por fim, espero que você tenha gostado desses insights e os aplique em sua vida profissional de SEO! Às vezes uma simples atualização de um documento pode nos trazer informações valiosas!