Análise SWOT/FOFA: o que é e como usá-la no Ecommerce

 

Análise SWOT, ou FOFA, é uma ferramenta que orienta os negócios ao identificar seus pontos fortes e fracos. É composta pela sigla: Strengths (Forças), Weaknesses (Fraquezas), Opportunities (Oportunidades) e Threats (Ameaças). Para entender mais sobre o assunto, leia o artigo!


Matriz Swot - HorizontalMatriz Swot - Horizontal

Por trás de todo negócio de sucesso há um trabalho focado em seu desenvolvimento. Para isso acontecer, entretanto, é preciso contar com um bom planejamento estratégico, que pode ser feito de diversas maneiras…

A mais utilizada pelos empreendedores – graças a sua eficiência e simplicidade– é a análise SWOT.

Neste artigo, nós vamos explicar o que é análise SWOT, para que ela serve e como criar uma para sua empresa. Quer ficar por dentro dessa estratégia e levar o seu negócio para outro patamar? Não perca os próximos tópicos! 

O que é uma análise SWOT?

A análise SWOT, também conhecida como FOFA, é uma ferramenta estratégica utilizada para avaliar os pontos fortes e fracos de uma empresa, além das oportunidades e ameaças que ela enfrenta no mercado.

A sigla SWOT vem do inglês e representa Strengths (Forças), Weaknesses (Fraquezas), Opportunities (Oportunidades) e Threats (Ameaças) – por isso, em português, também é chamada de FOFA.

Em termos simples, a análise SWOT é como uma fotografia do momento atual de uma empresa. Ela permite que os gestores e empreendedores entendam tanto os aspectos internos, como a reputação da marca, recursos financeiros e talento da equipe, quanto os fatores externos, como mudanças no mercado, competição e condições econômicas.

Vamos aprofundar um pouco mais a sua utilidade no próximo tópico… Continue lendo!

Para que serve a análise SWOT?

A análise SWOT serve para criar o planejamento estratégico de uma empresa, funcionando como uma bússola para orientar suas ações e decisões. Seu objetivo é fornecer uma compreensão abrangente do ambiente interno e externo do seu negócio.

Ela ajuda o empreendedor a identificar questões como:

  • Pontos fortes, como sua reputação no mercado, competências-chave, ou recursos financeiros sólidos que podem ser alavancados;
  • Deficiências internas, como processos operacionais ineficientes, falta de experiência ou recursos limitados e meios para superá-los;
  • Oportunidades e tendências do mercado, mudanças na indústria, ou demandas dos consumidores que podem ser aproveitadas;
  • Riscos e desafios externos que podem prejudicar seu sucesso, como competição acirrada, mudanças regulatórias ou flutuações econômicas.

Todos esses fatores ajudam as empresas a entenderem seu posicionamento no mercado, a identificar áreas de melhoria e a desenvolver planos de ação para alcançar seus objetivos de forma mais eficaz. 

⚖️ Leia também: Leis do Ecommerce no Brasil: saiba como adequar sua loja às legislações.

Quais fatores compõem a matriz SWOT?

A matriz SWOT é composta por quatro fatores principais, representados pelas letras da sigla “SWOT”. Cada um desses fatores oferece uma perspectiva sobre o ambiente interno e externo de uma empresa. 

Vamos explorar cada um deles a seguir:

Ambiente interno

Forças (Strengths)

As forças representam os pontos positivos internos da empresa, que a destacam e a colocam em uma posição vantajosa em relação à concorrência. Isso pode incluir a reputação da marca, competências distintivas, recursos financeiros sólidos, tecnologia avançada, equipe talentosa, entre outros aspectos que contribuem para o seu sucesso.

💡 Algumas perguntas que podem ser feitas para entender esse aspecto são:

  • Quais são os recursos distintivos da empresa que a colocam à frente da concorrência?
  • Quais são as competências-chave da equipe ou os ativos que impulsionam o sucesso da empresa?
  • Qual é a reputação da marca no mercado e como ela contribui para a vantagem competitiva?
  • Quais são os pontos fortes da estrutura financeira da empresa?
  • Em que áreas a empresa se destaca em relação aos concorrentes?

Fraquezas (Weaknesses)

As fraquezas são os pontos internos negativos ou áreas de deficiência dentro da empresa. Essas questões podem abranger processos operacionais ineficientes, falta de experiência, recursos limitados, problemas de gestão, produtos ou serviços de baixa qualidade, ou outro aspecto que possa prejudicar a capacidade da empresa de alcançar seus objetivos.

💡 As perguntas-chave que podem ser feitas para descobrir as fraquezas do seu negócio são:

  • Quais são os principais obstáculos ou desafios internos que a empresa enfrenta?
  • Quais áreas da operação da empresa estão abaixo do padrão ou precisam ser melhoradas?
  • Existe uma falta de recursos-chave, como capital, talento ou tecnologia?
  • Quais são os feedbacks negativos dos clientes ou problemas recorrentes que a empresa enfrenta?
  • Quais são as limitações estratégicas que impedem o crescimento ou a expansão da empresa?

Ambiente externo

Oportunidades (Opportunities)

As oportunidades dizem respeito às condições externas que a empresa pode aproveitar para alcançar seus objetivos e impulsionar seu crescimento. Isso pode incluir mudanças no mercado, avanços tecnológicos, tendências de consumo, novos segmentos de mercado, parcerias estratégicas, etc.

💡 Para descobrir oportunidades, faça a si mesmo as seguintes perguntas:

  • Quais são as tendências emergentes no mercado que a empresa pode aproveitar?
  • Existem novos segmentos de mercado ou nichos que a empresa pode explorar?
  • Quais avanços tecnológicos podem ser alavancados para melhorar os produtos ou serviços da empresa?
  • Existem oportunidades de parceria ou colaboração que podem impulsionar o crescimento?
  • Quais são as demandas não atendidas dos clientes que a empresa pode satisfazer?

Ameaças (Threats)

As ameaças são fatores externos que representam desafios ou riscos que podem prejudicar o desempenho ou a capacidade do negócio de alcançar seus objetivos. Podem ser competidores agressivos, mudanças regulatórias, instabilidade econômica, flutuações de preços de matéria-prima, dentre outros.

💡 Para encontrar as ameaças que afetam a sua empresa, reflita a respeito das seguintes perguntas:

  • Quais são os principais concorrentes e como eles estão afetando o desempenho da empresa?
  • Existem mudanças regulatórias ou legislativas que podem impactar negativamente a empresa?
  • Quais são os riscos econômicos, como flutuações de preços ou instabilidade financeira?
  • Existem mudanças no comportamento do consumidor que podem representar uma ameaça?
  • Quais são os fatores externos, como desastres naturais ou crises globais, que podem prejudicar a empresa?

Quais as principais vantagens da análise SWOT?

São várias as vantagens da análise SWOT para um negócio, independentemente de seu nicho de mercado de atuação. Veja só:

Identificação de problemas

A análise SWOT permite uma identificação assertiva de problemas internos e externos que podem impactar a empresa. No geral, isso ajuda o empreendedor a ter uma gestão eficaz, já que ele passa a conhecer de maneira mais ampla os desafios enfrentados e como resolvê-los.

Insights para solucionar problemas

Ao destacar as fraquezas e ameaças, a matriz SWOT oferece insights valiosos que ajudam a empresa a encontrar soluções para superar desafios e minimizar riscos. Isso permite que os gestores desenvolvam estratégias mais assertivas e orientadas para resolver problemas específicos de maneira eficiente.

Tomada de decisão estratégica

Outra vantagem é que a análise SWOT fornece informações que ajudam na tomada de decisões estratégicas. 

Por exemplo: ao identificar as forças e oportunidades, os gestores podem tomar decisões informadas sobre onde investir recursos e crescer. Da mesma forma, ao reconhecer as fraquezas e ameaças, eles podem desenvolver planos de ação para mitigar riscos e superar obstáculos.

➡️ Aproveite para ler também: Tomada de decisão: o que é, etapas e importância.

Foco nos recursos e competências internas

A matriz SWOT destaca os recursos e competências internas da empresa que podem ser alavancados para ganhar vantagem competitiva. Assim, a empresa foca seus esforços em áreas onde possui uma vantagem comparativa, maximizando seu potencial de sucesso no mercado.

Melhora dos serviços e produtos

Ao reconhecer as oportunidades de mercado e as necessidades dos clientes, a análise SWOT ajuda os empresários a melhorarem seus produtos e serviços para atender às demandas do mercado de forma mais ampla. O principal reflexo disso é o aumento da satisfação do cliente e lealdade à marca.

Oportunidade para novos produtos

Identificando oportunidades de mercado não exploradas, a análise SWOT é extremamente útil no desenvolvimento de novos produtos que atendam às necessidades dos clientes e ampliem a oferta. Excelente para abrir novos canais de receita e expandir a base de clientes da empresa.

Priorização de ações

Outra vantagem da análise SWOT é que ela ajuda os lojistas a priorizar suas ações e alocação de recursos, concentrando-se nas áreas que oferecem o maior potencial de crescimento e retorno sobre o investimento. Na prática, isso é bom para garantir uma utilização mais eficiente dos recursos da empresa.

Posição estratégica no mercado

A partir do momento em que é possível ter ciência das forças e fraquezas, além das oportunidades e ameaças, a empresa pode se posicionar mais estrategicamente no mercado. E seu foco deve ser a busca pela diferenciação da concorrência e a construção de uma posição sólida no mercado.

🔎 Aproveite para ler também: Análise de concorrentes: o que é e como fazer para sair na frente (+ferramentas).

Promoção de parcerias

A análise SWOT pode identificar oportunidades de colaboração e parcerias estratégicas que permitam à empresa expandir sua base de clientes, alcançar novos mercados, dentre outras ações positivas. Isso é ótimo para capitalizar recursos e competências complementares de parceiros, fortalecendo sua posição no mercado.

Monitoramento das estratégias realizadas

A matriz SWOT fornece um quadro de referência para avaliar o progresso e o impacto das estratégias implementadas. A partir disso, o empreendedor consegue avaliar continuamente sua posição no mercado, ajustar suas estratégias conforme necessário e permanecer ágil no ambiente de negócios em constante mudança.

Quem deve fazer a Análise SWOT?

A análise SWOT é uma ferramenta estratégica poderosa que pode ser aplicada em uma variedade de contextos empresariais e por diferentes membros da organização.  

No contexto do Ecommerce, são os empreendedores que frequentemente lideram a análise SWOT. Eles possuem uma visão ampla do negócio e estão profundamente envolvidos em sua operação diária. Eles podem trazer insights valiosos sobre as forças e fraquezas internas da empresa, bem como sobre as oportunidades e ameaças do ambiente externo.

E, no geral, a responsabilidade pela condução da análise SWOT recai sobre os gestores e líderes de equipe, profissionais de estratégia e planejamento. No entanto, a participação de múltiplos colaboradores é valiosa para garantir uma compreensão abrangente e perspectivas diversas.

💼 Aproveite para ler também: O que um empresário faz na prática? Quanto ganha? Precisa de formação?

Como fazer uma análise SWOT na sua empresa?

O processo de como fazer análise SWOT possui alguns passos simples, mas que precisam de sua total atenção. São eles:

1. Faça brainstorming com a equipe

Reúna os membros das equipes da sua empresa, o que inclui representantes de diferentes áreas e níveis hierárquicos, e promova uma sessão de brainstorming. 

A ideia é que todos possam contribuir com ideias sobre os pontos fortes, fraquezas, oportunidades e ameaças da empresa. Se preferir, faça com que essas sessões ocorram separadamente com cada equipe e, depois, discuta com os líderes delas separadamente.

2. Pense nos fatores internos

O segundo passo de como fazer uma análise SWOT é identificar os fatores internos que afetam diretamente a empresa. 

Esses pontos podem abranger desde recursos tangíveis, como equipe, tecnologia e finanças, até aspectos intangíveis, como cultura organizacional e reputação da marca

O foco deve ser identificar as principais forças do seu negócio diante do mercado, o que engloba seus concorrentes diretos e indiretos, além de suas fraquezas internas que precisam ser abordadas.

3. Avalie os fatores externos

Aqui a linha de raciocínio é similar ao tópico anterior, mas focando na análise do ambiente externo. Considere fatores como mercado, concorrência, tendências econômicas e regulatórias

Além disso, identifique oportunidades que o seu empreendimento pode aproveitar para crescer e ameaças que tendem a representar desafios para o seu sucesso futuro. Faça isso com calma e atenção para não perder nenhum ponto importante. 

4. Monte a matriz

Agora, chegou o momento de organizar as informações coletadas em uma matriz SWOT. A primeira coisa que você vai fazer é dividi-la em quatro quadrantes

  1. Forças;
  2. Fraquezas;
  3. Oportunidades
  4. Ameaças

Em seguida, liste todos os fatores identificados em cada quadrante de acordo com sua relevância e impacto na empresa. 

Lembre-se que, ao montar a matriz, é importante priorizar os fatores mais relevantes e impactantes para a empresa em cada quadrante. Isso proporciona uma visão clara dos principais insights da análise, facilitando o processo de tomada de decisão estratégica.

5. Avalie a viabilidade do projeto

Depois de montar a matriz SWOT, é preciso avaliar a viabilidade de projetos ou iniciativas com base nessas informações. Mas como fazer isso?

Você deve ponderar criticamente cada fator e determinar sua importância e impacto potencial nos objetivos do negócio. Pense nas mudanças que precisam ser feitas, se há recursos e equipe para isso, etc. Caso não os tenha, trabalhe para consegui-los… O objetivo central da análise SWOT é fazer o seu negócio crescer. 

6. Defina os próximos passos

Com base na análise SWOT, desenvolva planos de ação claros para tirar as ideias do papel o mais rápido possível. 

Estabeleça metas e prazos para a implementação dessas estratégias e atribua responsabilidades claras a membros da equipe. Também revise e atualize regularmente a análise SWOT à medida que a empresa evolui e o ambiente de negócios muda.

Exemplo de análise SWOT

Vamos criar um exemplo fictício de análise SWOT para uma empresa de Ecommerce do segmento de moda:

Forças (Strengths)

  • Marca reconhecida e estabelecida no mercado de moda online;
  • Ampla gama de produtos de moda feminina, masculina e infantil;
  • Site de vendas intuitivo e fácil de usar;
  • Equipe de marketing experiente que utiliza estratégias eficazes para aumentar a visibilidade da marca;
  • Parcerias estratégicas com influenciadores e celebridades da moda.

Fraquezas (Weaknesses)

  • Logística de entrega lenta, resultando em tempos de entrega mais longos do que a concorrência;
  • Variedade limitada de tamanhos para clientes plus size;
  • Níveis variados de qualidade percebida em produtos de marcas diferentes;
  • Serviço de atendimento ao cliente inconsistente, com tempos de resposta variáveis para consultas dos clientes.

Oportunidades (Opportunities)

  • Crescimento do mercado de Ecommerce de moda, com mais consumidores optando por comprar online;
  • Parcerias potenciais com marcas de moda para lançar coleções exclusivas;
  • Aumento da conscientização sobre sustentabilidade na moda, oferecendo oportunidades para produtos ecológicos;
  • Desenvolvimento de aplicativos móveis para melhorar a experiência de compra e fidelidade do cliente.

Ameaças (Threats)

  • Competição acirrada de outras lojas de moda;
  • Mudanças nas preferências do consumidor, como a tendência de comprar roupas usadas ou alugadas;
  • Volatilidade econômica e flutuações cambiais que podem afetar os custos de importação e exportação;
  • Possíveis violações de dados e preocupações com privacidade que podem afetar a confiança do cliente.

Por que usar a análise SWOT no planejamento estratégico?

Usar a análise SWOT no planejamento estratégico é indispensável para entender a situação atual do negócio e o ambiente externo em que opera

Na prática, ela identifica pontos fortes que podem ser aproveitados, fraquezas que precisam ser corrigidas, oportunidades que podem ser exploradas e ameaças que precisam ser enfrentadas. 

É uma ferramenta flexível que pode ser adaptada a diferentes empresas e setores, tornando-a amplamente aplicável e valiosa para o desenvolvimento de planos de ação eficazes.

E para te ajudar nesse processo, que tal fazer o download do modelo gratuito de Análise SWOT do Ecommerce na Prática? 🚀

Ele é um documento criado para ajudar os empreendedores a mapear de forma objetiva os aspectos positivos e críticos de seus negócios. 

Com esse material, você terá uma visão abrangente do ambiente operacional, irá tomar decisões mais informadas e poderá formular estratégias para alcançar objetivos específicos.

Clique no botão abaixo para fazer o download: