SEO para Ecommerce: 20 dicas práticas

Na hora de atrair mais consumidores para seus negócios, muitos empreendedores optam pela geração de anúncios pagos – o que está correto –, mas esquecem do bom e velho tráfico orgânico.

A melhor forma de conseguí-lo é por meio de técnicas de SEO, desenvolvidas para melhorar o desempenho do site e a experiência de compra do cliente, além de ranquear a loja para as primeiras páginas dos buscadores.

Mas o que fazer para implementar ou melhorar o SEO da sua loja? 

Ao longo deste item, vamos explicar o que é SEO para Ecommerce, sua valia, porquê implementá-lo e mais. Confira!

O que é SEO para Ecommerce?

SEO – Search Engine Optimization ou, em português, Otimização para Motores de Procura –,  é um conjunto de estratégias e técnicas para otimizar um site. No contexto do Ecommerce, seu objetivo é aprimorar a visibilidade da loja nos resultados de pesquisa orgânica dos buscadores, porquê o Google, por exemplo.

A risca de raciocínio é simples: uma vez que o seu site de vendas aparece entre os primeiros resultados de uma pesquisa, maiores são as chances de invadir novos clientes e fazer mais vendas. 

A núcleo do SEO para Ecommerce está na adaptação do teor e da estrutura da loja para atender aos critérios estabelecidos pelos motores de procura. O processo inclui uma escolha estratégica de palavras-chave relevantes, geração de teor de subida qualidade, a otimização de títulos, meta descriptions e URLs, dentre outros pontos.

Por que SEO para Ecommerce é importante?

O SEO para Ecommerce é importante porque é por meio dele que você consegue gerar mais visibilidade, credibilidade e vendas para o seu negócio. E, para quem vende online, ter uma presença do dedo potente é crucial. 

O trabalho de SEO foca diretamente no aumento de tráfico orgânico, que diz saudação às visitas e interações que um site recebe de forma procedente. Isto é, sem a urgência de anúncios pagos. 

Por promover visitas de maneira espontânea, o SEO para Ecommerce tende a levar um pouco mais de tempo para gerar resultados. Apesar disso, seus efeitos são duradouros e geram maior confiabilidade nos usuários

💡 Cá, vale um ponto de atenção: tanto o tráfico orgânico quanto o pago são importantes. Cada um tem o seu lugar. O ideal é que você mescle essas duas abordagens para obter bons resultados para a sua loja.

Uma vez que funciona a estratégia de SEO para Ecommerce?

A estratégia de SEO para Ecommerce funciona por meio da emprego técnicas específicas para otimizar um site de vendas, melhorando sua performance nos resultados de pesquisa. 

Para entender isso de maneira mais clara, vamos compreender porquê funciona o Google?

Uma vez que o Google funciona?

O Google funciona a partir de um algoritmo que indexa e organiza os sites com base em sua relevância para cada pesquisa

Tal indexação inclui o rastreamento do site pelo Googlebot, o armazenamento dos dados em um banco chamado “índice” e a classificação com base em mais de 200 fatores de ranqueamento. 

A calculadora de classificação que determina a ordem dos sites na SERP é super inteligente. Ela apresenta aos usuários os melhores resultados de entendimento com suas intenções de procura. 

O que os lojistas precisam fazer, logo, é entender sobre essas técnicas e fatores de ranqueamento para colocar seus sites no topo dos resultados de pesquisa. Parece muita coisa, não é? Mas calma… Nós vamos te ajudar nisso.

Uma vez que fazer SEO para Ecommerce? 20 dicas

Até cá, já entendemos o quanto essa otimização do site é indispensável para posicionar a marca na internet e também fazer vendas, perceptível? Agora, podemos seguir para a secção mais prática do tema. 

Confira, a seguir, todas as dicas essenciais de porquê fazer SEO para Ecommerce:

1. Faça um planejamento de palavras-chave

Palavras-chaves são termos que representam a intenção de procura de um usuário na internet e o planejamento delas é o ponto de partida para o SEO. 

Uma vez que são as palavras-chave que vão te ajudar a conseguir atrair os consumidores para o seu negócio, sua seleção deve ser feita com zelo. Ou seja, não basta só selecionar alguns termos e pronto…

É preciso gerar um planejamento para que o uso das palavras-chave seja realmente eficiente

Isso significa fazer uma estudo minuciosa das palavras-chave que são relevantes para o seu nicho de mercado e público. Para isso, basta utilizar ferramentas de pesquisa para identificar termos específicos que têm subida demanda e pouca concorrência

Vamos explicar em mais detalhes quais ferramentas você pode usar em breve… Por ora, saiba que ao escolher estrategicamente suas palavras-chave, você estará criando uma base sólida para a otimização de teor. Não se esqueça disso!

2. Entenda as intenções de procura dos usuários

O que os seus clientes pesquisam na internet? Compreender as intenções por trás das buscas é importante para o seu negócio. 

Quando você analisa os resultados de pesquisa para suas palavras-chave, involuntariamente, você obtém insights sobre o que os usuários estão buscando. Assim, fica mais fácil otimizar a secção textual do seu site, desde as instruções de uso de um resultado em uma página de venda, até os artigos do seu blog, por exemplo.

3. Use palavras-chave para nomear produtos e categorias

Já deu para perceber o quanto as palavras-chaves são determinantes para o desempenho do seu resultado, perceptível? Elas são relevantes em diversos momentos, inclusive na geração dos nomes dos produtos.

Você deve escolher o melhor termo na hora de redigir os nomes dos seus itens. Esse processo facilita a indexação pelos motores de procura e ajuda os visitantes a encontrar rapidamente o que procuram

O foco é escolher palavras-chave específicas que representem com precisão o teor e melhorem a navegabilidade do seu site.

4. Crie bons títulos para as páginas

A risca de raciocínio cá é semelhante a do tópico anterior… 

Os títulos das páginas desempenham um papel importante no SEO para Ecommerce. Eles não exclusivamente comunicam o teor da página para os motores de procura, mas também influenciam a decisão dos usuários sobre clicar ou não. 

Por isso, foque em gerar títulos eficientes, incluindo palavras-chave relevantes. Por “eficientes”, podemos entender um texto pequeno e objetivo, que entrega o tema de maneira clara e fácil de compreender.

5. Organize as heading tags

As heading tags são recursos de programação em HTML que apresentam os títulos e subtítulos de uma página (seja ela de venda ou não). 

As heading tags, porquê H1, H2, H3, são fundamentais para organizar hierarquicamente o teor da página. Na prática, elas facilitam a leitura para os usuários e ajudam os motores de procura a entender a estrutura e valia do teor. 

É importante manter uma ordem na hora de utilizá-las, isto é, de forma forma lógica e consistente. Oriente item mesmo é um bom exemplo de uso das heading tags. Repare só na disposição dos títulos. 🤓

6. Faça boas meta descriptions

As meta descriptions são porquê um invitação para os usuários clicarem no seu site nos resultados de pesquisa. Em termos simples, é uma breve descrição de uma página, que aparece nas páginas de resultados das buscas.

Apesar de não contarem para o posicionamento da página, as meta-descrições são ótimas para atrair visitantes, já que resumem o teor nos resultados de pesquisa. Elas também contribuem para uma boa taxa de cliques.

As meta-descrições devem ser curtas (não tão curtas quanto um título, mas breves) e sofrear palavras-chave relevantes.

7. Otimize as imagens

A otimização de imagens vai além do visual. É preciso que você atribua textos alternativos descritivos (alt text) para melhorar a acessibilidade e ajudar os motores de procura a entenderem o teor das imagens. 

Mas quais seriam essas imagens? As fotos dos seus produtos ou qualquer outra imagem que componha a página. 

Ou por outra, otimize também o tamanho dos arquivos para não comprometer o tempo de carregamento da página. Os usuários gostam de desembaraço e não hesitam em fechar as páginas que demoram para carregar. 

📷 Leia também: Retrato para Ecommerce: 10 dicas para fazer fotos incríveis de produtos.

8. Crie URLs amigáveis

A URL zero mais é do que o endereço do seu site de vendas ou página e também são importantes quando falamos sobre SEO para Ecommerce.

Para ajudar a posicionar o seu negócio entre os primeiros colocados nas pesquisas dos usuários, as URLs devem ser amigáveis, curtas, descritivas e sofrear palavras-chave relevantes

Uma vez que a maioria dos fatores de ranqueamento, é importante manter uma estrutura clara e compreensível. Oriente item, por exemplo, leva a URL “seo-para-ecommerce” e entrega, de maneira objetiva e simples, o foco do teor. 

9. Capriche na descrição dos produtos

Assim porquê os títulos, as descrições dos produtos também têm um papel vital na persuasão do cliente e, é simples, no ranqueamento da página no Google. 

Mas, ao contrário do título ou da meta-descrição, por exemplo, as descrições dos produtos não precisam necessariamente ser curtas. Você pode – e deve – caprichar um pouco mais no texto.

Cite as características das mercadorias, seus respectivos benefícios, formas de uso e demais informações úteis. Ao longo do texto, também adicione as palavras-chaves referentes ao seu produtos.  

10. Trabalhe a linkagem interna

A linkagem interna é a geração de links entre as páginas do seu próprio site. Basicamente, é você aditar o link de uma página relevante do seu site dentro de outra página dele. 

É uma estratégia que tem porquê objetivo manter o visitante dentro do site. Ou por outra, contribui diretamente para a distribuição equitativa de domínio entre as diferentes páginas do seu site.

11. Obtenha links externos para suas páginas

Da mesma maneira que os links internos são importantes, os links externos também são. Isso porque a obtenção de links externos de qualidade é um fator-chave para erigir domínio e  melhorar o posicionamento nos mecanismos de procura

No SEO, essa prática é chamada de Link Building e deve ser feita de forma procedente, isto é, com outros sites relevantes da sua dimensão. O Google penaliza sites com troca de links “forçadas” ou irrelevantes ao usuário.

12. Dê destaque para as avaliações dos clientes

As avaliações dos clientes desempenham um papel fundamental na construção de crédito e, consequentemente, na tomada de decisão. 

Por isso, reserve uma dimensão da página do resultado para realçar as avaliações dos consumidores. O teor gerado pelos usuários é valorizado pelos motores de procura.

13. Organize a arquitetura do site

A organização da arquitetura do site é determinante para se estabelecer uma boa navegabilidade e indexação pelos motores de procura. Para isso, garanta que a estrutura do seu site seja intuitiva, com categorias muito definidas e páginas acessíveis

A teoria é tornar a experiência dos usuários simples e fácil, garantindo também que os motores de procura compreendam o teor de maneira clara.

14. Tenha um site responsivo para mobile

Com o aumento do uso de dispositivos móveis, ter um site responsivo é uma urgência. Ele deve ser adaptável tanto para o aproximação desktop, quanto para dispositivos móveis, porquê smartphones, tablets, etc

Na prática, isso zero mais é do que prometer que o design e o teor se adaptem corretamente a diferentes tamanhos de tela. Isso não exclusivamente melhora a satisfação do usuário, mas também é considerado positivamente pelos motores de procura, impactando no ranqueamento do site.

15. Escreva para pessoas, não robôs

Você deve ter percebido o quanto é importante otimizar o teor das suas páginas para os motores de procura. Entretanto, não se engane…  você não deve redigir para os bots, mas sim para os usuários, ou seja, os seus clientes e potenciais clientes.

Mas o que queremos expor com isso? Vamos dar um exemplo:

As palavra-chaves são extremamente importantes para o ranqueamento das suas páginas, perceptível? Ao pensar no ranqueamento você pode encontrar que quanto mais termos, melhor. Mas não é muito por aí…

O uso excessivo das palavras-chaves para que o teor seja encontrado pelo buscador vai provocar um efeito contrário. Isto é, seu site não será visto com bons olhos pelos motores de procura. 

Por isso, o ideal é que você escreva pensando em pessoas, o que significa redigir de forma procedente, concisa e clara. Entenda que textos simples e informativos têm muito mais chance de engajar os usuários e ser valorizado pelos motores de procura.

16. Tenha uma página sobre a sua empresa

Sabe aquelas páginas de “Quem somos” ou “Nossa história”? Essas páginas vão te ajudar a ranquear o seu site dentro do Google.

Se o seu site ainda não tem, já passou da hora de gerar uma página muito muito elaborada contando sobre a sua empresa. 

Fale sobre as missões, os valores, conte a história do início até os dias de hoje. Não se esqueça de incluir as suas palavras-chave nessa página também. 

17. Fique prudente ao tempo de carregamento do seu Ecommerce

A velocidade de carregamento do seu site é um fator crítico para a experiência do usuário e o SEO. Páginas mais rápidas proporcionam uma melhor experiência de navegação e são favorecidas pelos buscadores. 

O foco cá é pensar na usabilidade. Por exemplo, quando você vai fazer uma pesquisa no Google e a página morosidade muito para furar, você espera o carregamento ou segue para outra? Apostamos que opta pela segunda opção!

Esse é exatamente o pensamento da grande maioria das pessoas que compram online. Os usuários querem desembaraço.

Sendo assim, otimize as imagens, considere o uso de uma CDN (Content Delivery Network ou Rede de Distribuição de Teor, em português) para melhorar o tempo de carregamento, dentre outros pontos.

💨 Se quiser uma ajuda extra nessa tarefa, sugerimos a leitura do item: Confira 5 dicas de porquê deixar o site mais rápido.

18. Cadastre sua loja física no Google Meu Negócio

Se uma loja física é secção do seu negócio, outra boa dica é cadastrá-la no Google Meu Negócio. 

Isso não exclusivamente aumenta a visibilidade sítio nos resultados de pesquisa, mas também fornece informações úteis aos clientes, porquê horários de funcionamento, avaliações e localização no planta. Fora o indumento de que é principalmente importante para estratégias de SEO sítio.

19. Faça marketing de teor para SEO

Investir em marketing de teor é uma estratégia poderosa para o SEO em Ecommerce e você não pode ignorar isso.

Portanto, crie teor relevante relacionado aos seus produtos ou setor, a término de atrair visitantes interessados e melhorar a domínio do seu site. Blogs, guias, vídeos e infográficos são excelentes formas de gerar teor envolvente.

20. Faça vídeos dos produtos

Para fechar a sequência de dicas SEO para Ecommerce, os vídeos não poderiam permanecer de fora. Enfim, com os vídeos, você consegue detalhar ainda mais os seus produtos, mostrando todos os detalhes dos itens para os consumidores

Uma opção é você falar sobre o resultado enquanto mostra ele no vídeo. Hoje, muitas pessoas preferem presenciar vídeos curtos antes de ler textos… Por isso, não se esqueça deles!

Além de melhorar o SEO dentro do Google, você vai aumentar suas chances de fechar mais vendas.

Os principais erros de SEO para Ecommerce

Depois de conferir as dicas e passos, que tal agora entender  quais são os principais erros de SEO para Ecommerce e porquê evitá-los? Veja:

Teor geminado (interno e extrínseco)

Teor geminado, tanto dentro do próprio site quanto comparado a outros sites, é um erro grave de SEO para Ecommerce. Você sabe por quê?

Porque os motores de procura, porquê o Google, visam fornecer resultados exclusivos e relevantes aos usuários. Quando um site apresenta teor idêntico em várias páginas internas ou tem teor copiado de outros sites, os algoritmos podem ter dificuldades em instaurar qual página é mais relevante. 

E isso, é simples, pode resultar em uma classificação mais baixa nos resultados de pesquisa. 

Para evitar isso, faça auditorias regulares para identificar e emendar qualquer problema. Lembre-se que o uso de tags canônicas e a geração de teor individual para cada página são práticas recomendadas.

Obs: Tags canônicas são uma forma de informar ao Google a saudação de conteúdos duplicados e priorizá-los no rastreamento das páginas feitos pelos robots 😉

Links quebrados

Links quebrados, ou páginas inacessíveis, representam outro erro prejudicial para o SEO em Ecommerce. Além de afetar negativamente a experiência do usuário, indicando falta de manutenção e confiabilidade, eles também são penalizados pelos motores de procura. 

💡 Nunca esqueça que os algoritmos favorecem sites que oferecem uma navegação suave e páginas acessíveis

A solução para esse problema envolve realizar verificações regulares para identificar e emendar links quebrados. Também é importante redirecionar páginas removidas para prometer uma experiência de usuário contínua e evitar penalidades nos rankings.

Compra de links

A compra de links é uma prática desonesta que pode ter sérias consequências para o SEO de um Ecommerce. A estratégia zero mais é do que comprar links externos de maneira sintético, com o objetivo de aumentar a domínio percebida do site pelos motores de procura. 

⚠️ No entanto, saiba que os algoritmos desaprovam essa prática e penalizam sites envolvidos em esquemas de compra de links

A melhor abordagem é evitar completamente a compra de links e, em vez disso, concentrar-se em estratégias legítimas de construção de links. Ou seja, criando teor relevante, estabelecendo parcerias orgânicas, etc. 

Ferramentas para implementar SEO no Ecommerce

Para complementar seus  conhecimentos e te ajudar a implementar o SEO no Ecommerce  na prática, aí vai uma lista de ferramentas úteis: 

SEMrush

O SEMrush é uma utensílio poderosa que oferece uma variedade de recursos para aprimorar a estratégia de SEO. Ele é amplamente utilizado para estudo de palavras-chave, permitindo a pesquisa de termos relevantes, identificação de concorrentes, e seguimento de posições nos rankings. 

Ou por outra, o SEMrush oferece insights sobre a estratégia de publicidade paga, estudo de backlinks, auditorias de SEO, etc. É indispensável para entender a performance do seu site nos motores de procura e melhorar a visibilidade online.

seo para ecommerceseo para ecommerce

Ubersuggest

O Ubersuggest é uma utensílio de pesquisa de palavras-chave que fornece ideias e sugestões relacionadas a um termo específico. 

Desenvolvida por Neil Patel, essa utensílio ajuda na identificação de termos populares, volume de pesquisa, concorrência e variações de palavras-chave

Ou por outra, o Ubersuggest oferece insights sobre os principais concorrentes para as termos  escolhidos, auxiliando na geração de estratégias de teor e SEO.

seo para ecommerce

Ahrefs

O Ahrefs é uma utensílio abrangente de SEO que se destaca pela estudo de backlinks. Ele oferece insights detalhados sobre a estratégia de link building, permitindo identificar quem está vinculado ao seu site e ao dos concorrentes. 

Também é bastante eficiente na pesquisa de palavras-chave, estudo de tráfico orgânico, seguimento de rankings e auditoria de SEO. Vale a pena testar.

seo para ecommerce

Google Search Console

O Google Search Console é uma utensílio gratuita fornecida pelo Google para monitorar e manter a saúde do seu site nos resultados de procura. 

Ele oferece dados de indexação, erros de rastreamento, desempenho de palavras-chave, dentre outros dados. Para manter o seu SEO para Ecommerce em dia, esta utensílio não pode faltar!

seo para ecommerce

Screaming Frog SEO Spider

O Screaming Frog SEO Spider é uma utensílio de rastreamento que oferece uma estudo abrangente da estrutura do seu site. 

Ela rastreia todas as páginas do site, identificando links quebrados, erros de redirecionamento, etc. No universal, fornece dados sobre títulos, meta descriptions, tags heading e outros elementos-chave de SEO. 

O Screaming Frog SEO é particularmente útil para auditorias de SEO, já que ajuda a identificar e emendar questões técnicas que podem afetar o desempenho nos motores de procura.

Alavanque seu negócio com a ajuda da primize marketing!

Gostou deste guia sobre SEO para Ecommerce? Esperamos que sim! Temos certeza que esses tópicos vão te ajudar a implementar ou melhorar essa estratégia no seu site!

Entretanto, não podemos deixar de expor que o SEO é importante para um negócio, mas não é é o único conhecimento que você precisa ter para gerar, estruturar e alavancar o seu negócio.

Perguntas Frequentes

O que é SEO para Ecommerce?

SEO – Search Engine Optimization ou, em português, Otimização para Motores de Procura –, é um conjunto de estratégias e técnicas para otimizar um site. No contexto do Ecommerce, seu objetivo é aprimorar a visibilidade da loja nos resultados de pesquisa orgânica dos buscadores, porquê o Google, por exemplo.

Uma vez que fazer SEO para Ecommerce?

1. Faça um planejamento de palavras-chave, 2. Entenda as intenções de procura dos usuários; 3. Use palavras-chave para nomear produtos e categorias; 4. Crie bons títulos para as páginas; 5. Organize as heading tags; 6. faça boas meta descriptions; 7. Otimize as imagens; 8. Crie urls amigáveis; dentre outros pontos citados no item.

Quais são as melhores ferramentas de SEO para Ecommerce?

SEMrush; Ubersuggest; Ahrefs; Google Search Console; Screaming Frog SEO Spider; dentre outras.

 

Na hora de atrair mais consumidores para seus negócios, muitos empreendedores optam pela geração de anúncios pagos – o que está correto –, mas esquecem do bom e velho tráfico orgânico.

A melhor forma de conseguí-lo é por meio de técnicas de SEO, desenvolvidas para melhorar o desempenho do site e a experiência de compra do cliente, além de ranquear a loja para as primeiras páginas dos buscadores.

Mas o que fazer para implementar ou melhorar o SEO da sua loja? 

Ao longo deste item, vamos explicar o que é SEO para Ecommerce, sua valia, porquê implementá-lo e mais. Confira!

O que é SEO para Ecommerce?

SEO – Search Engine Optimization ou, em português, Otimização para Motores de Procura –,  é um conjunto de estratégias e técnicas para otimizar um site. No contexto do Ecommerce, seu objetivo é aprimorar a visibilidade da loja nos resultados de pesquisa orgânica dos buscadores, porquê o Google, por exemplo.

A risca de raciocínio é simples: uma vez que o seu site de vendas aparece entre os primeiros resultados de uma pesquisa, maiores são as chances de invadir novos clientes e fazer mais vendas. 

A núcleo do SEO para Ecommerce está na adaptação do teor e da estrutura da loja para atender aos critérios estabelecidos pelos motores de procura. O processo inclui uma escolha estratégica de palavras-chave relevantes, geração de teor de subida qualidade, a otimização de títulos, meta descriptions e URLs, dentre outros pontos.

Por que SEO para Ecommerce é importante?

O SEO para Ecommerce é importante porque é por meio dele que você consegue gerar mais visibilidade, credibilidade e vendas para o seu negócio. E, para quem vende online, ter uma presença do dedo potente é crucial. 

O trabalho de SEO foca diretamente no aumento de tráfico orgânico, que diz saudação às visitas e interações que um site recebe de forma procedente. Isto é, sem a urgência de anúncios pagos. 

Por promover visitas de maneira espontânea, o SEO para Ecommerce tende a levar um pouco mais de tempo para gerar resultados. Apesar disso, seus efeitos são duradouros e geram maior confiabilidade nos usuários

💡 Cá, vale um ponto de atenção: tanto o tráfico orgânico quanto o pago são importantes. Cada um tem o seu lugar. O ideal é que você mescle essas duas abordagens para obter bons resultados para a sua loja.

Uma vez que funciona a estratégia de SEO para Ecommerce?

A estratégia de SEO para Ecommerce funciona por meio da emprego técnicas específicas para otimizar um site de vendas, melhorando sua performance nos resultados de pesquisa. 

Para entender isso de maneira mais clara, vamos compreender porquê funciona o Google?

Uma vez que o Google funciona?

O Google funciona a partir de um algoritmo que indexa e organiza os sites com base em sua relevância para cada pesquisa

Tal indexação inclui o rastreamento do site pelo Googlebot, o armazenamento dos dados em um banco chamado “índice” e a classificação com base em mais de 200 fatores de ranqueamento. 

A calculadora de classificação que determina a ordem dos sites na SERP é super inteligente. Ela apresenta aos usuários os melhores resultados de entendimento com suas intenções de procura. 

O que os lojistas precisam fazer, logo, é entender sobre essas técnicas e fatores de ranqueamento para colocar seus sites no topo dos resultados de pesquisa. Parece muita coisa, não é? Mas calma… Nós vamos te ajudar nisso.

Uma vez que fazer SEO para Ecommerce? 20 dicas

Até cá, já entendemos o quanto essa otimização do site é indispensável para posicionar a marca na internet e também fazer vendas, perceptível? Agora, podemos seguir para a secção mais prática do tema. 

Confira, a seguir, todas as dicas essenciais de porquê fazer SEO para Ecommerce:

1. Faça um planejamento de palavras-chave

Palavras-chaves são termos que representam a intenção de procura de um usuário na internet e o planejamento delas é o ponto de partida para o SEO. 

Uma vez que são as palavras-chave que vão te ajudar a conseguir atrair os consumidores para o seu negócio, sua seleção deve ser feita com zelo. Ou seja, não basta só selecionar alguns termos e pronto…

É preciso gerar um planejamento para que o uso das palavras-chave seja realmente eficiente

Isso significa fazer uma estudo minuciosa das palavras-chave que são relevantes para o seu nicho de mercado e público. Para isso, basta utilizar ferramentas de pesquisa para identificar termos específicos que têm subida demanda e pouca concorrência

Vamos explicar em mais detalhes quais ferramentas você pode usar em breve… Por ora, saiba que ao escolher estrategicamente suas palavras-chave, você estará criando uma base sólida para a otimização de teor. Não se esqueça disso!

2. Entenda as intenções de procura dos usuários

O que os seus clientes pesquisam na internet? Compreender as intenções por trás das buscas é importante para o seu negócio. 

Quando você analisa os resultados de pesquisa para suas palavras-chave, involuntariamente, você obtém insights sobre o que os usuários estão buscando. Assim, fica mais fácil otimizar a secção textual do seu site, desde as instruções de uso de um resultado em uma página de venda, até os artigos do seu blog, por exemplo.

3. Use palavras-chave para nomear produtos e categorias

Já deu para perceber o quanto as palavras-chaves são determinantes para o desempenho do seu resultado, perceptível? Elas são relevantes em diversos momentos, inclusive na geração dos nomes dos produtos.

Você deve escolher o melhor termo na hora de redigir os nomes dos seus itens. Esse processo facilita a indexação pelos motores de procura e ajuda os visitantes a encontrar rapidamente o que procuram

O foco é escolher palavras-chave específicas que representem com precisão o teor e melhorem a navegabilidade do seu site.

4. Crie bons títulos para as páginas

A risca de raciocínio cá é semelhante a do tópico anterior… 

Os títulos das páginas desempenham um papel importante no SEO para Ecommerce. Eles não exclusivamente comunicam o teor da página para os motores de procura, mas também influenciam a decisão dos usuários sobre clicar ou não. 

Por isso, foque em gerar títulos eficientes, incluindo palavras-chave relevantes. Por “eficientes”, podemos entender um texto pequeno e objetivo, que entrega o tema de maneira clara e fácil de compreender.

5. Organize as heading tags

As heading tags são recursos de programação em HTML que apresentam os títulos e subtítulos de uma página (seja ela de venda ou não). 

As heading tags, porquê H1, H2, H3, são fundamentais para organizar hierarquicamente o teor da página. Na prática, elas facilitam a leitura para os usuários e ajudam os motores de procura a entender a estrutura e valia do teor. 

É importante manter uma ordem na hora de utilizá-las, isto é, de forma forma lógica e consistente. Oriente item mesmo é um bom exemplo de uso das heading tags. Repare só na disposição dos títulos. 🤓

6. Faça boas meta descriptions

As meta descriptions são porquê um invitação para os usuários clicarem no seu site nos resultados de pesquisa. Em termos simples, é uma breve descrição de uma página, que aparece nas páginas de resultados das buscas.

Apesar de não contarem para o posicionamento da página, as meta-descrições são ótimas para atrair visitantes, já que resumem o teor nos resultados de pesquisa. Elas também contribuem para uma boa taxa de cliques.

As meta-descrições devem ser curtas (não tão curtas quanto um título, mas breves) e sofrear palavras-chave relevantes.

7. Otimize as imagens

A otimização de imagens vai além do visual. É preciso que você atribua textos alternativos descritivos (alt text) para melhorar a acessibilidade e ajudar os motores de procura a entenderem o teor das imagens. 

Mas quais seriam essas imagens? As fotos dos seus produtos ou qualquer outra imagem que componha a página. 

Ou por outra, otimize também o tamanho dos arquivos para não comprometer o tempo de carregamento da página. Os usuários gostam de desembaraço e não hesitam em fechar as páginas que demoram para carregar. 

📷 Leia também: Retrato para Ecommerce: 10 dicas para fazer fotos incríveis de produtos.

8. Crie URLs amigáveis

A URL zero mais é do que o endereço do seu site de vendas ou página e também são importantes quando falamos sobre SEO para Ecommerce.

Para ajudar a posicionar o seu negócio entre os primeiros colocados nas pesquisas dos usuários, as URLs devem ser amigáveis, curtas, descritivas e sofrear palavras-chave relevantes

Uma vez que a maioria dos fatores de ranqueamento, é importante manter uma estrutura clara e compreensível. Oriente item, por exemplo, leva a URL “seo-para-ecommerce” e entrega, de maneira objetiva e simples, o foco do teor. 

9. Capriche na descrição dos produtos

Assim porquê os títulos, as descrições dos produtos também têm um papel vital na persuasão do cliente e, é simples, no ranqueamento da página no Google. 

Mas, ao contrário do título ou da meta-descrição, por exemplo, as descrições dos produtos não precisam necessariamente ser curtas. Você pode – e deve – caprichar um pouco mais no texto.

Cite as características das mercadorias, seus respectivos benefícios, formas de uso e demais informações úteis. Ao longo do texto, também adicione as palavras-chaves referentes ao seu produtos.  

10. Trabalhe a linkagem interna

A linkagem interna é a geração de links entre as páginas do seu próprio site. Basicamente, é você aditar o link de uma página relevante do seu site dentro de outra página dele. 

É uma estratégia que tem porquê objetivo manter o visitante dentro do site. Ou por outra, contribui diretamente para a distribuição equitativa de domínio entre as diferentes páginas do seu site.

11. Obtenha links externos para suas páginas

Da mesma maneira que os links internos são importantes, os links externos também são. Isso porque a obtenção de links externos de qualidade é um fator-chave para erigir domínio e  melhorar o posicionamento nos mecanismos de procura

No SEO, essa prática é chamada de Link Building e deve ser feita de forma procedente, isto é, com outros sites relevantes da sua dimensão. O Google penaliza sites com troca de links “forçadas” ou irrelevantes ao usuário.

12. Dê destaque para as avaliações dos clientes

As avaliações dos clientes desempenham um papel fundamental na construção de crédito e, consequentemente, na tomada de decisão. 

Por isso, reserve uma dimensão da página do resultado para realçar as avaliações dos consumidores. O teor gerado pelos usuários é valorizado pelos motores de procura.

13. Organize a arquitetura do site

A organização da arquitetura do site é determinante para se estabelecer uma boa navegabilidade e indexação pelos motores de procura. Para isso, garanta que a estrutura do seu site seja intuitiva, com categorias muito definidas e páginas acessíveis

A teoria é tornar a experiência dos usuários simples e fácil, garantindo também que os motores de procura compreendam o teor de maneira clara.

14. Tenha um site responsivo para mobile

Com o aumento do uso de dispositivos móveis, ter um site responsivo é uma urgência. Ele deve ser adaptável tanto para o aproximação desktop, quanto para dispositivos móveis, porquê smartphones, tablets, etc

Na prática, isso zero mais é do que prometer que o design e o teor se adaptem corretamente a diferentes tamanhos de tela. Isso não exclusivamente melhora a satisfação do usuário, mas também é considerado positivamente pelos motores de procura, impactando no ranqueamento do site.

15. Escreva para pessoas, não robôs

Você deve ter percebido o quanto é importante otimizar o teor das suas páginas para os motores de procura. Entretanto, não se engane…  você não deve redigir para os bots, mas sim para os usuários, ou seja, os seus clientes e potenciais clientes.

Mas o que queremos expor com isso? Vamos dar um exemplo:

As palavra-chaves são extremamente importantes para o ranqueamento das suas páginas, perceptível? Ao pensar no ranqueamento você pode encontrar que quanto mais termos, melhor. Mas não é muito por aí…

O uso excessivo das palavras-chaves para que o teor seja encontrado pelo buscador vai provocar um efeito contrário. Isto é, seu site não será visto com bons olhos pelos motores de procura. 

Por isso, o ideal é que você escreva pensando em pessoas, o que significa redigir de forma procedente, concisa e clara. Entenda que textos simples e informativos têm muito mais chance de engajar os usuários e ser valorizado pelos motores de procura.

16. Tenha uma página sobre a sua empresa

Sabe aquelas páginas de “Quem somos” ou “Nossa história”? Essas páginas vão te ajudar a ranquear o seu site dentro do Google.

Se o seu site ainda não tem, já passou da hora de gerar uma página muito muito elaborada contando sobre a sua empresa. 

Fale sobre as missões, os valores, conte a história do início até os dias de hoje. Não se esqueça de incluir as suas palavras-chave nessa página também. 

17. Fique prudente ao tempo de carregamento do seu Ecommerce

A velocidade de carregamento do seu site é um fator crítico para a experiência do usuário e o SEO. Páginas mais rápidas proporcionam uma melhor experiência de navegação e são favorecidas pelos buscadores. 

O foco cá é pensar na usabilidade. Por exemplo, quando você vai fazer uma pesquisa no Google e a página morosidade muito para furar, você espera o carregamento ou segue para outra? Apostamos que opta pela segunda opção!

Esse é exatamente o pensamento da grande maioria das pessoas que compram online. Os usuários querem desembaraço.

Sendo assim, otimize as imagens, considere o uso de uma CDN (Content Delivery Network ou Rede de Distribuição de Teor, em português) para melhorar o tempo de carregamento, dentre outros pontos.

💨 Se quiser uma ajuda extra nessa tarefa, sugerimos a leitura do item: Confira 5 dicas de porquê deixar o site mais rápido.

18. Cadastre sua loja física no Google Meu Negócio

Se uma loja física é secção do seu negócio, outra boa dica é cadastrá-la no Google Meu Negócio. 

Isso não exclusivamente aumenta a visibilidade sítio nos resultados de pesquisa, mas também fornece informações úteis aos clientes, porquê horários de funcionamento, avaliações e localização no planta. Fora o indumento de que é principalmente importante para estratégias de SEO sítio.

19. Faça marketing de teor para SEO

Investir em marketing de teor é uma estratégia poderosa para o SEO em Ecommerce e você não pode ignorar isso.

Portanto, crie teor relevante relacionado aos seus produtos ou setor, a término de atrair visitantes interessados e melhorar a domínio do seu site. Blogs, guias, vídeos e infográficos são excelentes formas de gerar teor envolvente.

20. Faça vídeos dos produtos

Para fechar a sequência de dicas SEO para Ecommerce, os vídeos não poderiam permanecer de fora. Enfim, com os vídeos, você consegue detalhar ainda mais os seus produtos, mostrando todos os detalhes dos itens para os consumidores

Uma opção é você falar sobre o resultado enquanto mostra ele no vídeo. Hoje, muitas pessoas preferem presenciar vídeos curtos antes de ler textos… Por isso, não se esqueça deles!

Além de melhorar o SEO dentro do Google, você vai aumentar suas chances de fechar mais vendas.

Os principais erros de SEO para Ecommerce

Depois de conferir as dicas e passos, que tal agora entender  quais são os principais erros de SEO para Ecommerce e porquê evitá-los? Veja:

Teor geminado (interno e extrínseco)

Teor geminado, tanto dentro do próprio site quanto comparado a outros sites, é um erro grave de SEO para Ecommerce. Você sabe por quê?

Porque os motores de procura, porquê o Google, visam fornecer resultados exclusivos e relevantes aos usuários. Quando um site apresenta teor idêntico em várias páginas internas ou tem teor copiado de outros sites, os algoritmos podem ter dificuldades em instaurar qual página é mais relevante. 

E isso, é simples, pode resultar em uma classificação mais baixa nos resultados de pesquisa. 

Para evitar isso, faça auditorias regulares para identificar e emendar qualquer problema. Lembre-se que o uso de tags canônicas e a geração de teor individual para cada página são práticas recomendadas.

Obs: Tags canônicas são uma forma de informar ao Google a saudação de conteúdos duplicados e priorizá-los no rastreamento das páginas feitos pelos robots 😉

Links quebrados

Links quebrados, ou páginas inacessíveis, representam outro erro prejudicial para o SEO em Ecommerce. Além de afetar negativamente a experiência do usuário, indicando falta de manutenção e confiabilidade, eles também são penalizados pelos motores de procura. 

💡 Nunca esqueça que os algoritmos favorecem sites que oferecem uma navegação suave e páginas acessíveis

A solução para esse problema envolve realizar verificações regulares para identificar e emendar links quebrados. Também é importante redirecionar páginas removidas para prometer uma experiência de usuário contínua e evitar penalidades nos rankings.

Compra de links

A compra de links é uma prática desonesta que pode ter sérias consequências para o SEO de um Ecommerce. A estratégia zero mais é do que comprar links externos de maneira sintético, com o objetivo de aumentar a domínio percebida do site pelos motores de procura. 

⚠️ No entanto, saiba que os algoritmos desaprovam essa prática e penalizam sites envolvidos em esquemas de compra de links

A melhor abordagem é evitar completamente a compra de links e, em vez disso, concentrar-se em estratégias legítimas de construção de links. Ou seja, criando teor relevante, estabelecendo parcerias orgânicas, etc. 

Ferramentas para implementar SEO no Ecommerce

Para complementar seus  conhecimentos e te ajudar a implementar o SEO no Ecommerce  na prática, aí vai uma lista de ferramentas úteis: 

SEMrush

O SEMrush é uma utensílio poderosa que oferece uma variedade de recursos para aprimorar a estratégia de SEO. Ele é amplamente utilizado para estudo de palavras-chave, permitindo a pesquisa de termos relevantes, identificação de concorrentes, e seguimento de posições nos rankings. 

Ou por outra, o SEMrush oferece insights sobre a estratégia de publicidade paga, estudo de backlinks, auditorias de SEO, etc. É indispensável para entender a performance do seu site nos motores de procura e melhorar a visibilidade online.

seo para ecommerceseo para ecommerce

Ubersuggest

O Ubersuggest é uma utensílio de pesquisa de palavras-chave que fornece ideias e sugestões relacionadas a um termo específico. 

Desenvolvida por Neil Patel, essa utensílio ajuda na identificação de termos populares, volume de pesquisa, concorrência e variações de palavras-chave

Ou por outra, o Ubersuggest oferece insights sobre os principais concorrentes para as termos  escolhidos, auxiliando na geração de estratégias de teor e SEO.

seo para ecommerce

Ahrefs

O Ahrefs é uma utensílio abrangente de SEO que se destaca pela estudo de backlinks. Ele oferece insights detalhados sobre a estratégia de link building, permitindo identificar quem está vinculado ao seu site e ao dos concorrentes. 

Também é bastante eficiente na pesquisa de palavras-chave, estudo de tráfico orgânico, seguimento de rankings e auditoria de SEO. Vale a pena testar.

seo para ecommerce

Google Search Console

O Google Search Console é uma utensílio gratuita fornecida pelo Google para monitorar e manter a saúde do seu site nos resultados de procura. 

Ele oferece dados de indexação, erros de rastreamento, desempenho de palavras-chave, dentre outros dados. Para manter o seu SEO para Ecommerce em dia, esta utensílio não pode faltar!

seo para ecommerce

Screaming Frog SEO Spider

O Screaming Frog SEO Spider é uma utensílio de rastreamento que oferece uma estudo abrangente da estrutura do seu site. 

Ela rastreia todas as páginas do site, identificando links quebrados, erros de redirecionamento, etc. No universal, fornece dados sobre títulos, meta descriptions, tags heading e outros elementos-chave de SEO. 

O Screaming Frog SEO é particularmente útil para auditorias de SEO, já que ajuda a identificar e emendar questões técnicas que podem afetar o desempenho nos motores de procura.

Alavanque seu negócio com a ajuda da primize marketing!

Gostou deste guia sobre SEO para Ecommerce? Esperamos que sim! Temos certeza que esses tópicos vão te ajudar a implementar ou melhorar essa estratégia no seu site!

Entretanto, não podemos deixar de expor que o SEO é importante para um negócio, mas não é é o único conhecimento que você precisa ter para gerar, estruturar e alavancar o seu negócio.

Perguntas Frequentes

O que é SEO para Ecommerce?

SEO – Search Engine Optimization ou, em português, Otimização para Motores de Procura –, é um conjunto de estratégias e técnicas para otimizar um site. No contexto do Ecommerce, seu objetivo é aprimorar a visibilidade da loja nos resultados de pesquisa orgânica dos buscadores, porquê o Google, por exemplo.

Uma vez que fazer SEO para Ecommerce?

1. Faça um planejamento de palavras-chave, 2. Entenda as intenções de procura dos usuários; 3. Use palavras-chave para nomear produtos e categorias; 4. Crie bons títulos para as páginas; 5. Organize as heading tags; 6. faça boas meta descriptions; 7. Otimize as imagens; 8. Crie urls amigáveis; dentre outros pontos citados no item.

Quais são as melhores ferramentas de SEO para Ecommerce?

SEMrush; Ubersuggest; Ahrefs; Google Search Console; Screaming Frog SEO Spider; dentre outras.