13 melhores sites para vender roupas (2024)

site para vender roupas nada mais é do que um espaço online em que diversas marcas podem comercializar seus produtos para consumidores interessados em moda. Dafiti, Zattini e Shein são alguns exemplos. Leia este artigo para saber mais!

Vender roupas e acessórios no Brasil pode ser altamente lucrativo e os dados estão aí para comprovar…

Segundo dados da Statista, o setor de vestuário, englobando o varejo de moda no Brasil, cresceu 1,1% em 2022. Além disso, o país está entre os dez maiores mercados no setor de roupa de moda no mundo. 

É claro que tudo isso enche os olhos de empreendedores que se identificam com moda e querem ter um negócio de sucesso nessa área. O desafio que surge, entretanto, é entender qual é o melhor site para comercializar seus produtos. 

Se este é o seu caso, fique tranquilo… Ao longo deste artigo, vamos apresentar os principais sites para vender roupas e explicar se vale realmente apostar nessa ideia de negócio. Vamos começar? 

O que é um site para vender roupas?

Um site para vender roupas é uma plataforma online que permite a comercialização de peças de vestuário, sejam elas novas ou usadas. Nele, também é possível vender itens complementares às roupas, como calçados, bolsas e acessórios.

Normalmente, esses sites para vender roupas são chamados de “marketplaces”. Mas nada impede que o empreendedor opte por disponibilizar suas peças em um site próprio, ou melhor dizendo, uma loja virtual. 

Essa opção é extremamente vantajosa e necessária, principalmente quando falamos da escalabilidade do negócio a longo prazo. Para isso é preciso contar com uma boa plataforma de Ecommerce, como a Nuvemshop, por exemplo. 

Isso significa que você não pode começar ou alavancar suas vendas em marketplaces de moda? De jeito nenhum. Esses sites para vender roupas também são relevantes e por isso vamos dedicar este artigo a eles. Prossiga com a leitura!

Quais são as vantagens de vender em um site de roupas?

Como todo canal de vendas, os sites para vender roupas possuem suas vantagens e desvantagens para o empreendedor. São elas:

Vantagens

Primeiro, vamos às vantagens de vender em um site de roupas:

Mais visibilidade

Uma das principais vantagens de comercializar produtos em plataformas desse tipo é a ampla visibilidade. Elas contam com uma forte audiência em busca de novos produtos todos os dias, o que ajuda os lojistas a conquistarem ainda mais clientes para seus negócios.

Investimento inicial baixo

Comparado à abertura de uma loja física, por exemplo, o investimento inicial para vender em um site de roupas é muito mais baixo. Não há gastos com aluguel ou compra de espaço, luz, etc. Isso é especialmente interessante para empreendedores iniciantes.

Auxílio operacional

Os marketplaces muitas vezes oferecem ferramentas e recursos que simplificam as operações, como processamento de pagamentos, rastreamento de pedidos, chat para atendimento, etc. Isso tende a reduzir a carga operacional sobre os empreendedores.

💳 Aproveite para ler também: Como receber pagamentos online? Confira as 10 melhores opções.

Maior confiança do cliente

Com uma presença sólida no mercado, os marketplaces geram maior confiança nos consumidores. Isto é, não há o receio se o produto ou a loja “x” é fidedigna. Se ela está na plataforma, isso significa que foi previamente aprovada e está sendo monitorada para oferecer a melhor experiência de compra possível.

Desvantagens

Agora, vamos às desvantagens de vender em um site de roupas:

Cobrança de taxas

Plataformas de comércio eletrônico geralmente cobram taxas pela utilização de seus serviços. Essas taxas podem incluir comissões sobre vendas, taxas de transação e outros custos associados. É importante considerar esses custos ao calcular as margens de lucro.

Enfraquecimento da identidade da marca

Ao vender em uma plataforma de terceiros, sua marca pode “se perder” entre outras concorrentes. A experiência de compra muitas vezes é associada à plataforma em si, e a marca individual pode perder destaque. Construir uma presença única, focando no seu branding, pode ser mais desafiador.

Controle limitado

O controle sobre o design do site, experiência do usuário e políticas de vendas pode ser limitado em algumas plataformas. O principal reflexo disso é a possível restrição da capacidade de personalizar totalmente sua operação de acordo com a visão da sua marca.

Dependência

Ao depender exclusivamente de um marketplace, sua marca fica suscetível às mudanças nas políticas da plataforma, algoritmos de destaque e possíveis interrupções no serviço. Isso cria uma dependência que pode impactar negativamente o seu negócio em casos de imprevistos..

13 melhores sites para vender roupas

Depois de entender sobre o funcionamento dos sites para vender roupas, seus pontos fortes e de desafio, chegou o momento de conhecer as suas opções. 

A seguir, vamos listar nomes que são úteis para empresários que desejam vender tanto peças novas quanto usadas. Confira:

1. Dafiti

A Dafiti é considerada o maior marketplace de moda do Brasil, oferecendo uma extensa variedade de roupas, calçados e acessórios de diversas marcas. Conhecida pela facilidade de navegação e promoções frequentes, atrai consumidores com estilos variados.

Para começar a vender por lá, basta acessar a página “Quero vender na Dafiti” e fazer o cadastro. Se quiser uma ajuda extra para saber mais sobre a plataforma, sugerimos a leitura do artigo: Como Vender na Dafiti Marketplace (Moda e Decoração).

site para vender roupas

2. Zattini

A Zattini é especializada em moda e calçados. É bastante conhecida entre os consumidores pela sua pegada jovem, foco na experiência do cliente e diversidade de marcas que vendem por lá. 

Como é integrante do Grupo Netshoes, que, por sua vez, faz parte do Magazine Luiza, para vender na Zattini é preciso acessar a página oficial dentro do universo Magalu

site para vender roupas

3. Shein

A Shein é um marketplace asiático que ganhou muita notoriedade e espaço entre consumidores do mundo inteiro. Por aqui, a Shein obteve um faturamento de R$ 8 bilhões em 2022, segundo estimativa da BTG Pactual. A quantia é cerca de 300% acima do resultado do ano anterior.

Vale destacar que os novos vendedores possuem uma isenção de 90 dias de cobrança de taxa. Depois desse período, a Shein cobra uma comissão de 10% por cada venda efetuada dentro da loja. 

Para vender por lá, confira o passo a passo neste artigo: Como vender na Shein e ter sucesso no marketplace? (passo a passo).

site para vender roupassite para vender roupas

4. AMARO

A AMARO é um site para vender roupas que faz bastante sucesso entre os consumidores e empreendedores. Ele se destaca pela integração da moda com a tecnologia, além das coleções exclusivas. 

Além disso, a AMARO também adota um modelo de negócios vertical, controlando todo o processo de produção para garantir preços competitivos e um ciclo de lançamentos rápido. Caso queira vender no marketplace, acesse a página “Quero vender na AMARO” e faça seu cadastro.

site para vender roupassite para vender roupas

5. Mercado Livre

Não para falar de site para vender roupas – ou qualquer outro produto – sem citar o Mercado Livre. Ele é, simplesmente, o maior marketplace de toda a América Latina, registrando 6 mil buscas e 9 vendas por segundo, sendo que 90% dos produtos vendidos são novos.

💡 Os passos para vender na plataforma são bem simples, mas é preciso ter as estratégias certas para conseguir se destacar da concorrência. Explicamos tudo nos artigos:

site para vender roupas

6. Shopee

Está enganado quem pensa que a Shopee é um marketplace voltado apenas para utensílios para casa, decoração ou algo do tipo. Empreendedores também conseguem ter sucesso vendendo roupas e acessórios na Shopee. 

O que se deve ter em mente, entretanto, é que o foco da plataforma é direcionado para produtos de ticket médio baixo. Não deixe de considerar isso na hora de optar pela Shopee e fazer a precificação dos produtos que vai comercializar.

📲 Vamos deixar algumas sugestões de artigos aqui também:

site para vender roupas

7. Enjoei

O Enjoei é outro site para vender roupas que se destaca por sua iniciativa jovem e descontraída. Ele é um queridinho dos millennials e se tornou popular pela venda de peças de segunda mão. 

Como as demais plataformas, o Enjoei conecta compradores e vendedores, facilitando a reutilização de roupas e acessórios. É uma excelente opção para trabalhar com moda circular. 

Para fazer o cadastro, basta acessar a página oficial para sellers. Também temos um artigo que explica todo o passo a passo para ter sucesso no marketplace: Como vender no Enjoei (GUIA COMPLETO).

site para vender roupas

8. Elo7

Embora o Elo7 seja conhecido por ser um marketplace de produtos artesanais e personalizados, incluindo decoração e acessórios, ele também oferece uma variedade de roupas únicas e exclusivas de vendedores independentes.

A plataforma possui 23 milhões de visitas ao mês e 24 buscas por segundo. Nada mal, não é mesmo? Na seção “Quero vender”, os empreendedores encontram todas as informações necessárias para o cadastro. E, se precisar de uma ajuda, sugerimos que leia o artigo: Aprenda como vender no Elo7 em 6 passos simples.

site para vender roupas

9. Netshoes

Originalmente focada em artigos esportivos, a Netshoes expandiu sua oferta para incluir moda casual e esportiva. Em termos de popularidade, é o principal site de produtos fitness no mercado brasileiro.

O processo de cadastramento é bem simples. Basta preencher as informações solicitadas e aguardar a aprovação por parte da pataforma.

🥅 Ensinamos como começar o seu negócio e vender no marketplace neste artigo:Como vender no Netshoes Marketplace: Passo a Passo Completo.

site para vender roupas

10. C&A

A C&A é uma das maiores varejistas de moda do país e sua presença online oferece uma ampla seleção de roupas modernas e acessíveis. Isso sem contar os calçados, bolsas e demais acessórios.

Com uma longa história no varejo de moda, a C&A continua a ser uma escolha popular para aqueles que buscam tendências da moda a preços acessíveis. Para vender no C&A Marketplace, é preciso acessar a página “Galeria Venda Aqui.

site para vender roupas

11. Farfetch 

A Farfetch é um marketplace voltado para o mercado de luxo, conectando consumidores a boutiques e marcas desse segmento. Sua proposta é oferecer uma experiência de compra única, com uma curadoria de produtos de alta qualidade e design exclusivo.

Com o slogan “O destino global para moda de luxo”, a Farfetch permite a venda de peças femininas, masculinas e infantis. Para vender na plataforma é preciso entrar em contato com o e-mail “(email protected)”. As demais informações estão neste link.

site para vender roupas

12. Kanui

A Kanui, dedicada a atender os entusiastas de esportes e atividades ao ar livre, oferece uma experiência de compra centrada em um estilo de vida ativo

Em 2015, uniu suas operações a Dafiti, consolidando ainda mais sua força no mercado online. Por lá, são milhões de acessos mensais e forte presença nas redes sociais.

Os passos para vender por lá é o mesmo da Dafiti, que explicamos anteriormente.

13. Tricae

A Tricae, por sua vez, seguiu o mesmo caminho ao se unir com a Dafiti. Especializada em moda infantil, a Tricae se estabelece como uma escolha preferida dos adultos que estão em busca de peças de qualidade para crianças.

A plataforma conta com um catálogo diversificado e oferece uma extensa seleção de marcas renomadas, abrangendo desde roupas casuais até peças mais formais, adequadas para diferentes faixas etárias. 

Vale a pena apostar em um site para vender roupas?

Sim. Os marketplaces são ótimas opções, já que contam com uma forte audiência e estrutura logística, por exemplo. No entanto, como dito lá no início, as lojas virtuais próprias também ganham destaque, principalmente quando pensamos na escalabilidade do negócio.

Isso porque ela oferece mais autonomia e controle sobre a marca, permitindo estratégias personalizadas, desenvolvimento da identidade visual e construção de relacionamento direto com os clientes. 

Independentemente da sua escolha para começar,  entenda o seguinte:  você precisa contar com o método validado e que já tenha ajudado milhares de empreendedores a construírem um negócio de sucesso.

E é claro que o Ecommerce na prática pode te ajudar nisso… Mas precisamente, com o treinamento Ecommerce do zero!

Nele, você aprende o passo a passo para você criar seu Ecommerce partindo do zero e faturar R$ 30 mil em 90 dias. 

As aulas estão disponíveis na escola Ecommerce na Prática, plataforma onde você encontra dezenas de cursos e centenas de aulas disponíveis sobre Ecommerce, loja virtual, dropshipping, marketing, tráfego pago e muito mais.

Saiba mais sobre o Ecommerce do Zero:

 

Vender roupas e acessórios no Brasil pode ser altamente lucrativo e os dados estão aí para comprovar…

Segundo dados da Statista, o setor de vestuário, englobando o varejo de moda no Brasil, cresceu 1,1% em 2022. Além disso, o país está entre os dez maiores mercados no setor de roupa de moda no mundo. 

É claro que tudo isso enche os olhos de empreendedores que se identificam com moda e querem ter um negócio de sucesso nessa área. O desafio que surge, entretanto, é entender qual é o melhor site para comercializar seus produtos. 

Se este é o seu caso, fique tranquilo… Ao longo deste artigo, vamos apresentar os principais sites para vender roupas e explicar se vale realmente apostar nessa ideia de negócio. Vamos começar? 

O que é um site para vender roupas?

Um site para vender roupas é uma plataforma online que permite a comercialização de peças de vestuário, sejam elas novas ou usadas. Nele, também é possível vender itens complementares às roupas, como calçados, bolsas e acessórios.

Normalmente, esses sites para vender roupas são chamados de “marketplaces”. Mas nada impede que o empreendedor opte por disponibilizar suas peças em um site próprio, ou melhor dizendo, uma loja virtual. 

Essa opção é extremamente vantajosa e necessária, principalmente quando falamos da escalabilidade do negócio a longo prazo. Para isso é preciso contar com uma boa plataforma de Ecommerce, como a Nuvemshop, por exemplo. 

Isso significa que você não pode começar ou alavancar suas vendas em marketplaces de moda? De jeito nenhum. Esses sites para vender roupas também são relevantes e por isso vamos dedicar este artigo a eles. Prossiga com a leitura!

Quais são as vantagens de vender em um site de roupas?

Como todo canal de vendas, os sites para vender roupas possuem suas vantagens e desvantagens para o empreendedor. São elas:

Vantagens

Primeiro, vamos às vantagens de vender em um site de roupas:

Mais visibilidade

Uma das principais vantagens de comercializar produtos em plataformas desse tipo é a ampla visibilidade. Elas contam com uma forte audiência em busca de novos produtos todos os dias, o que ajuda os lojistas a conquistarem ainda mais clientes para seus negócios.

Investimento inicial baixo

Comparado à abertura de uma loja física, por exemplo, o investimento inicial para vender em um site de roupas é muito mais baixo. Não há gastos com aluguel ou compra de espaço, luz, etc. Isso é especialmente interessante para empreendedores iniciantes.

Auxílio operacional

Os marketplaces muitas vezes oferecem ferramentas e recursos que simplificam as operações, como processamento de pagamentos, rastreamento de pedidos, chat para atendimento, etc. Isso tende a reduzir a carga operacional sobre os empreendedores.

💳 Aproveite para ler também: Como receber pagamentos online? Confira as 10 melhores opções.

Maior confiança do cliente

Com uma presença sólida no mercado, os marketplaces geram maior confiança nos consumidores. Isto é, não há o receio se o produto ou a loja “x” é fidedigna. Se ela está na plataforma, isso significa que foi previamente aprovada e está sendo monitorada para oferecer a melhor experiência de compra possível.

Desvantagens

Agora, vamos às desvantagens de vender em um site de roupas:

Cobrança de taxas

Plataformas de comércio eletrônico geralmente cobram taxas pela utilização de seus serviços. Essas taxas podem incluir comissões sobre vendas, taxas de transação e outros custos associados. É importante considerar esses custos ao calcular as margens de lucro.

Enfraquecimento da identidade da marca

Ao vender em uma plataforma de terceiros, sua marca pode “se perder” entre outras concorrentes. A experiência de compra muitas vezes é associada à plataforma em si, e a marca individual pode perder destaque. Construir uma presença única, focando no seu branding, pode ser mais desafiador.

Controle limitado

O controle sobre o design do site, experiência do usuário e políticas de vendas pode ser limitado em algumas plataformas. O principal reflexo disso é a possível restrição da capacidade de personalizar totalmente sua operação de acordo com a visão da sua marca.

Dependência

Ao depender exclusivamente de um marketplace, sua marca fica suscetível às mudanças nas políticas da plataforma, algoritmos de destaque e possíveis interrupções no serviço. Isso cria uma dependência que pode impactar negativamente o seu negócio em casos de imprevistos..

13 melhores sites para vender roupas

Depois de entender sobre o funcionamento dos sites para vender roupas, seus pontos fortes e de desafio, chegou o momento de conhecer as suas opções. 

A seguir, vamos listar nomes que são úteis para empresários que desejam vender tanto peças novas quanto usadas. Confira:

1. Dafiti

A Dafiti é considerada o maior marketplace de moda do Brasil, oferecendo uma extensa variedade de roupas, calçados e acessórios de diversas marcas. Conhecida pela facilidade de navegação e promoções frequentes, atrai consumidores com estilos variados.

Para começar a vender por lá, basta acessar a página “Quero vender na Dafiti” e fazer o cadastro. Se quiser uma ajuda extra para saber mais sobre a plataforma, sugerimos a leitura do artigo: Como Vender na Dafiti Marketplace (Moda e Decoração).

site para vender roupas

2. Zattini

A Zattini é especializada em moda e calçados. É bastante conhecida entre os consumidores pela sua pegada jovem, foco na experiência do cliente e diversidade de marcas que vendem por lá. 

Como é integrante do Grupo Netshoes, que, por sua vez, faz parte do Magazine Luiza, para vender na Zattini é preciso acessar a página oficial dentro do universo Magalu

site para vender roupas

3. Shein

A Shein é um marketplace asiático que ganhou muita notoriedade e espaço entre consumidores do mundo inteiro. Por aqui, a Shein obteve um faturamento de R$ 8 bilhões em 2022, segundo estimativa da BTG Pactual. A quantia é cerca de 300% acima do resultado do ano anterior.

Vale destacar que os novos vendedores possuem uma isenção de 90 dias de cobrança de taxa. Depois desse período, a Shein cobra uma comissão de 10% por cada venda efetuada dentro da loja. 

Para vender por lá, confira o passo a passo neste artigo: Como vender na Shein e ter sucesso no marketplace? (passo a passo).

site para vender roupassite para vender roupas

4. AMARO

A AMARO é um site para vender roupas que faz bastante sucesso entre os consumidores e empreendedores. Ele se destaca pela integração da moda com a tecnologia, além das coleções exclusivas. 

Além disso, a AMARO também adota um modelo de negócios vertical, controlando todo o processo de produção para garantir preços competitivos e um ciclo de lançamentos rápido. Caso queira vender no marketplace, acesse a página “Quero vender na AMARO” e faça seu cadastro.

site para vender roupassite para vender roupas

5. Mercado Livre

Não para falar de site para vender roupas – ou qualquer outro produto – sem citar o Mercado Livre. Ele é, simplesmente, o maior marketplace de toda a América Latina, registrando 6 mil buscas e 9 vendas por segundo, sendo que 90% dos produtos vendidos são novos.

💡 Os passos para vender na plataforma são bem simples, mas é preciso ter as estratégias certas para conseguir se destacar da concorrência. Explicamos tudo nos artigos:

site para vender roupas

6. Shopee

Está enganado quem pensa que a Shopee é um marketplace voltado apenas para utensílios para casa, decoração ou algo do tipo. Empreendedores também conseguem ter sucesso vendendo roupas e acessórios na Shopee. 

O que se deve ter em mente, entretanto, é que o foco da plataforma é direcionado para produtos de ticket médio baixo. Não deixe de considerar isso na hora de optar pela Shopee e fazer a precificação dos produtos que vai comercializar.

📲 Vamos deixar algumas sugestões de artigos aqui também:

site para vender roupas

7. Enjoei

O Enjoei é outro site para vender roupas que se destaca por sua iniciativa jovem e descontraída. Ele é um queridinho dos millennials e se tornou popular pela venda de peças de segunda mão. 

Como as demais plataformas, o Enjoei conecta compradores e vendedores, facilitando a reutilização de roupas e acessórios. É uma excelente opção para trabalhar com moda circular. 

Para fazer o cadastro, basta acessar a página oficial para sellers. Também temos um artigo que explica todo o passo a passo para ter sucesso no marketplace: Como vender no Enjoei (GUIA COMPLETO).

site para vender roupas

8. Elo7

Embora o Elo7 seja conhecido por ser um marketplace de produtos artesanais e personalizados, incluindo decoração e acessórios, ele também oferece uma variedade de roupas únicas e exclusivas de vendedores independentes.

A plataforma possui 23 milhões de visitas ao mês e 24 buscas por segundo. Nada mal, não é mesmo? Na seção “Quero vender”, os empreendedores encontram todas as informações necessárias para o cadastro. E, se precisar de uma ajuda, sugerimos que leia o artigo: Aprenda como vender no Elo7 em 6 passos simples.

site para vender roupas

9. Netshoes

Originalmente focada em artigos esportivos, a Netshoes expandiu sua oferta para incluir moda casual e esportiva. Em termos de popularidade, é o principal site de produtos fitness no mercado brasileiro.

O processo de cadastramento é bem simples. Basta preencher as informações solicitadas e aguardar a aprovação por parte da pataforma.

🥅 Ensinamos como começar o seu negócio e vender no marketplace neste artigo:Como vender no Netshoes Marketplace: Passo a Passo Completo.

site para vender roupas

10. C&A

A C&A é uma das maiores varejistas de moda do país e sua presença online oferece uma ampla seleção de roupas modernas e acessíveis. Isso sem contar os calçados, bolsas e demais acessórios.

Com uma longa história no varejo de moda, a C&A continua a ser uma escolha popular para aqueles que buscam tendências da moda a preços acessíveis. Para vender no C&A Marketplace, é preciso acessar a página “Galeria Venda Aqui.

site para vender roupas

11. Farfetch 

A Farfetch é um marketplace voltado para o mercado de luxo, conectando consumidores a boutiques e marcas desse segmento. Sua proposta é oferecer uma experiência de compra única, com uma curadoria de produtos de alta qualidade e design exclusivo.

Com o slogan “O destino global para moda de luxo”, a Farfetch permite a venda de peças femininas, masculinas e infantis. Para vender na plataforma é preciso entrar em contato com o e-mail “(email protected)”. As demais informações estão neste link.

site para vender roupas

12. Kanui

A Kanui, dedicada a atender os entusiastas de esportes e atividades ao ar livre, oferece uma experiência de compra centrada em um estilo de vida ativo

Em 2015, uniu suas operações a Dafiti, consolidando ainda mais sua força no mercado online. Por lá, são milhões de acessos mensais e forte presença nas redes sociais.

Os passos para vender por lá é o mesmo da Dafiti, que explicamos anteriormente.

13. Tricae

A Tricae, por sua vez, seguiu o mesmo caminho ao se unir com a Dafiti. Especializada em moda infantil, a Tricae se estabelece como uma escolha preferida dos adultos que estão em busca de peças de qualidade para crianças.

A plataforma conta com um catálogo diversificado e oferece uma extensa seleção de marcas renomadas, abrangendo desde roupas casuais até peças mais formais, adequadas para diferentes faixas etárias. 

Vale a pena apostar em um site para vender roupas?

Sim. Os marketplaces são ótimas opções, já que contam com uma forte audiência e estrutura logística, por exemplo. No entanto, como dito lá no início, as lojas virtuais próprias também ganham destaque, principalmente quando pensamos na escalabilidade do negócio.

Isso porque ela oferece mais autonomia e controle sobre a marca, permitindo estratégias personalizadas, desenvolvimento da identidade visual e construção de relacionamento direto com os clientes. 

Independentemente da sua escolha para começar,  entenda o seguinte:  você precisa contar com o método validado e que já tenha ajudado milhares de empreendedores a construírem um negócio de sucesso.

E é claro que o Ecommerce na prática pode te ajudar nisso… Mas precisamente, com o treinamento Ecommerce do zero!

Nele, você aprende o passo a passo para você criar seu Ecommerce partindo do zero e faturar R$ 30 mil em 90 dias. 

As aulas estão disponíveis na escola Ecommerce na Prática, plataforma onde você encontra dezenas de cursos e centenas de aulas disponíveis sobre Ecommerce, loja virtual, dropshipping, marketing, tráfego pago e muito mais.

Saiba mais sobre o Ecommerce do Zero: